Blog Memphis Tours

9 Pães do Mundo que você precisa provar

O pão faz parte de todas as sociedades do mundo, ele é uma forma de expressar uma cultura e os costumes de um povo. O pão na maioria dos países é consumido no café da manhã em casa, na rua, na lanchonete ou no restaurante. 

 

Você já parou para pensar o mundo inteiro consome pão? Claro que não é o mesmo, cada lugar tem um pão específico, sua receita e suas origens, afinal ele é alimento e raiz de uma sociedade.

 

Hoje vamos viajar pelo mundo através do aconchego e cheirinho de pão assado, venha conhecer 9 pães do mundo que você precisa provar pelo menos uma vez na vida:

 

1. Pão de queijo (Brasil)

 

Que tal começar nossa viagem no Brasil? Pão de queijo é uma paixão nacional, uma bolinha pequena ou média de polvilho e repleta de queijo. Este pãozinho é uma ótima pedida em qualquer hora do dia, especialmente no café da manhã ou no lanche da tarde, e é a atração do fim de semana quando a família se junta para preparar esta deliciosa iguaria. A receita deste queridinho do Brasil é originária do estado de Minas Gerais, mas ele conquistou o país inteiro.


A melhor forma de consumir o pão de queijo é quente acompanhado de um bom café passado no pano.

 

2. Aesh Baladi (Egito)


No Egito, o pão tem uma importância grande na sociedade. Conhecido como “Aesh baladi”, este pão leve e redondo está presente em todas as refeições dos egípcios, alimenta a todos independente da classe social ou idade. Os egípcios consomem o aesh baladi no café da manhã acompanhados geralmente de queijo, foul (favas cozidas) e  tameya (bolinho frito similar ao falafel). Nas outras refeições o aesh é servido na entrada da refeição juntamente com patês de tahina, hommus, salada, etc.


O significado do nome do pão é algo inspirador e diz muito sobre a importância dele para o povo egípcio. “Aesh” significa “vida” e “baladi” quer dizer “da terra, autêntico”, vida que vem da terra, vida que alimenta.

 

3. Paratha (Índia)

 

Pão nativo da Índia, Paratha é também consumido em outras nações asiáticas como Sri Lanka, Paquistão, Nepal, Maldivas, Bangladesh e Myanmar. 

 

Paratha é um pão feito sem fermento, é cozido e depois frito em manteiga Ghee.  A forma de preparo dos parathas é bem parecido com o método usado para massa folhada. Existem versões dos parathas recheados, lembrando uma torta, e os recheios mais comuns são de purê de batatas e lentilhas. 

 

Os indianos gostam de consumir parathas no café da manhã ou no lanche, ela é comida com pedaços de manteiga e acompanhada de requeijão, omelete, kheema de carneiro, ovo frito, nihari, jeera aloo (batatas fritas com sementes de cominho), daal e raita

 

4. Khobz Kesra (Marrocos)

 

khubz ou khobez significa “pão” na língua árabe. Khobz Kesra é o pão típico do Marrocos, ele às vezes é também chamado de Khobz Eddar. Considerado o pão clássico marroquino, ele é muito versátil, pois pode ser feito com milho, cevada, ou farinha de trigo. Vendido absolutamente em quase todos os lugares e a qualquer hora do dia, este pão é consumido em todas as refeições e está presente na mesa dos marroquinos diariamente, este pão é um acompanhante perfeito para  sopas, tajines, geléias e manteiga de amêndoas.

 

5. Pan de Muertos (México)

 

Pão dos mortos em espanhol é Pan de muertos, este é um pão famoso no México durante a celebração do dia dos mortos que acontece todos os anos de 31 de outubro até 2 de novembro.

 

Diferentemente da maioria dos pães listados aqui, este não é um tipo de pão consumido diariamente, mas ele está ligado à uma ocasião especial para o povo mexicano.

 

Pan de muertos é adocicado e aromatizado com sementes de anis, água de flor de laranjeira ou casca de laranja, e é decorado de acordo com a ocasião.

 

6. Ciabatta (Itália)

 

Ciabatta é um pão italiano criado em 1982 pelo padeiro Arnaldo Cavallari na cidade de Verona. A ciabatta foi criada para competir com a popularidade das baguetes francesas, que na época viraram uma febre na Itália.

 

A textura macia por dentro e crocante por fora tornam-a perfeita para ser degustada junto de sopas ou molhos, ela também pode ser consumida na forma de sanduíche com queijos, carnes curadas e vinagre balsâmico, ou como croutons para saladas, pão de alho e etc. Criatividade não falta para consumir este delicioso pão italiano.

 

A Ciabatta se tornou tão famosa que é possível encontrá-la praticamente no mundo todo.

 

7. Tsoureki (Grécia)


Tsoureki é um pão doce parecido com o brioche, ele é temperado com raspas de laranja, essência de cerejas (mahlab ou mahlepi) e resina de aroeira. Ele é um pão tradicional na Semana Santa, por isso ele é também conhecido popularmente como “pão da páscoa”. 

 

Tsoureki pode ser feito em formato de trança ou anel, os gregos gostam de consumir este delicioso pão acompanhado de nutella, geleias, ou até mesmo sem nada, acompanhado de um bom café. Tsoureki não é um pão consumido exclusivamente na Grécia, é possível encontrar este pão doce na Turquia, Armênia e outros países do Oriente Médio. Variações do Tsoureki são criadas para outras festividades do ano como natal e ano novo. 

 

8. Simit (Turquia)

 

Este pão tipicamente turco é circular e incrustado com sementes de gergelim, e às vezes com sementes de papoula ou girassol. Este pão tem suas origens ligadas à gastronomia do antigo Império Otomano e do Oriente Médio. 

 

Simit é consumido no café da manhã, e geralmente é servido simples, ou acompanhado de compotas de frutas, ayran ou queijo, e claro degustado junto com um chá.

 

É possível encontrar Simit em todo lugar da Turquia, ele também é consumido em outros países, inclusive é comumente usado para a quebra do jejum nas mesquitas de Meca e Medina na Arábia Saudita.

 

9. Taboon (Jordânia)

 

Este pão muito comum na Palestina e Jordânia, é  assado tradicionalmente em um forno taboon ou tannur, um forno de barro em forma de cone com uma abertura na parte  inferior para acender o fogo. Taboon, ou Laffa, é um pão achatado e levemente fermentado. Ele é perfeito para comida de rua, pois dá para rechear facilmente com homus (pasta de grão de bico), falafel, etc. É usado como base para muitos pratos e é também consumido com acompanhamentos diferentes. 

 

Gostou? Conta aqui nos comentários quais desses pães você gostaria de experimentar. 

 

Blog Memphis Tours - Artigos novos toda semana

Tours relacionados
Redes Sociais

Artigos Relacionados