Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Marrocos é o lar de 10 locais do Patrimônio Mundial da UNESCO, uma exibição impressionante. Os locais do Patrimônio Mundial da UNESCO são selecionados com base em sua importância cultural, histórica, científica ou de alguma outra forma, e são legalmente protegidos por tratados internacionais. Esses sites são vistos como uma parte importante dos interesses coletivos da humanidade global. Para ser listado, um país deve primeiro avaliar todas as suas propriedades éticas e naturais apresentadas ao Conselho Internacional de Monumentos e Sítios e à União Mundial para a Conservação, que toma a decisão final. Desde o início do programa em 1972, 192 estados-partes ratificaram a convenção. Em julho de 2016, 1.052 locais foram listados: 814 propriedades culturais, 203 naturais e 35 propriedades mistas.

 


Sítio Arqueológico de Volubilis (1997)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Originalmente um antigo assentamento berbere, Volubilis se tornou uma residência romana e mais tarde se tornou a capital da Mauritânia e um importante posto avançado do domínio romano. Localizado no sopé de Jebel (Mnt) Zerhoun, o local de Volubilis foi o lar de muitas civilizações, desde o período pré-histórico ao islâmico (incluindo líbio-berbere e mauritano, romano, cristão, árabe islâmico), várias das quais desde então desaparecido. As impressionantes ruínas romanas e o local circundante que ainda se erguem em meio ao terreno fértil foram inscritos na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO em 1997, com um layout e design que refletem a miríade de estilos e influências culturais até hoje.

 

Leia mais sobre: As ruínas romanas de Volubilis

 

 

Cidade Histórica de Meknes (1996)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

A cidade histórica de Meknes é considerada um dos melhores exemplos de cidade fortificada do Magrebe, que se distingue por suas muralhas de 15 m de altura que circundam a cidade velha. A medina do norte foi fundada em 1061 dC pelos almorávidas e tem influenciado o desenvolvimento da arquitetura civil e militar (como o kasbah) desde então. Inscrita na UNESCO em 1996, a "cidade imperial" permanece diferenciada da Medina por seus longos corredores com paredes altas, enquanto os monumentos históricos, fontes e tecido urbano geral da cidade ainda representam seu traçado do século 17 até hoje.

 

Leia mais sobre: A cidade de Méknes

 

 

Ksar de Ait ben Haddou (1987)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

O termo marroquino "Ksar" se refere a um grupo de edifícios pisé estrategicamente agrupados e cercados por paredes defensivas e torres de vigia de canto. Embora existam muitos ksar impressionantes no sul do Marrocos, Ait Ben Haddou, localizado no sopé das montanhas do Alto Atlas ao longo da antiga rota de comércio de caravanas de Marrakesh ao Saara, é talvez o melhor exemplo de Marrocos. O ksar foi adicionado à lista de patrimônio mundial da UNESCO em 1987 e foi selecionado principalmente devido à construção restante para preservar sua autenticidade arquitetônica, ilustrando os principais elementos de um ksar de construção de pisé de barro que data do século 17 no sul de Marrocos.

 

Leia mais sobre: Ksar de Ait ben Haddou

 

 

Medina de Fez (1981)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Como Meknes, o tecido urbano geral e as localizações dos fondouks, mesquitas e fontes de Fez ainda representam o que era em seu auge, que para Fez estava entre os séculos 13 e 14. Foi fundada no século 9 e é o lar da universidade mais antiga do mundo, com grandes áreas da antiga Medina ainda sendo pedonais devido às suas ruelas e escadarias sinuosas. É também o lar de uma alta concentração de exibições de mosaico e arquitetura com excelente trabalho artesanal, com a Medina ecoando as influências mediterrâneas da época. Fez foi, na verdade, a primeira Medina histórica a ser inscrita na lista da UNESCO World Hertiage em 1981, antes de Marrakesh.

 

Leia mais sobre: Fez - A Cidade da Porta Azul

 

 

Medina de Essaouira (antiga Mogador) (2001)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

A medina de Essaouira é uma medina fortificada do século 18 mais jovem, que foi construída tendo a influência dos princípios da arquitetura militar europeia contemporânea. Era uma cidade portuária de grande importância, uma vez que foi o principal porto marítimo internacional que ligava Marrocos à Europa e ao resto do mundo. As muralhas bem preservadas e suas influências europeias incomuns em um contexto norte-africano fizeram de Medina a candidata perfeita para a UNESCO e foi inscrita na lista do Patrimônio Mundial em 2001. Sua forte semelhança europeia é creditada a um arquiteto francês que foi fortemente influenciado pelo projeto de Vauban da cidade murada de Saint-Malo.

 

Leia mais sobre: Essaouira

 

 

Cidade portuguesa de Mazagan (El Jadida) (2004)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Inscrita na lista do Património Mundial da UNESCO em 2004, a cidade portuguesa de Mazagão é uma fortificação construída por comerciantes portugueses e hoje é uma pequena parte da cidade costeira de El Jadida. Finalmente assumidas pelos marroquinos em 1769, as muralhas e a fortificação assemelham-se ao projeto militar do início do Renascimento, enquanto a cisterna (ilustrada acima) e a Igreja da Assunção assemelham-se à arquitetura gótica construída em um estilo que reflete características típicas do manuelino. Como um dos primeiros assentamentos construídos por exploradores portugueses na rota da África Ocidental para a Índia, a fortificação é considerada um exemplo imaculado das trocas de cultura e influência entre Marrocos e a Europa dos séculos XVI a XVIII.

 

 

Medina de Marrakesh (1985)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Por muito tempo o centro político, cultural e econômico do mundo muçulmano ocidental, Marrakesh foi fundada pelos almorávidas em 1070-72. A cidade contém muitos locais históricos e culturais importantes e espetaculares, como a Mesquita Koutoubia e Jamaa El Fna, a maior praça do Norte da África. Segunda Medina inscrita na UNESCO (em 1985), a cidade vermelha também abriga muitos dos melhores exemplos da arquitetura islâmica do país, como as Tumbas Saadianas, e também palácios históricos e elaborados como o Palácio da Bahia. É um labirinto emaranhado de ruas que representa um exemplo impressionante de uma cidade viva e histórica de Medina.

 

Leia mais sobre: Marrakech

 

 

Medina de Tetuão (1997)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

Espalhada pelas encostas íngremes de Jebel Dersa, na região norte do Rif, Tetuão teve uma importância particular a partir do século VIII, servindo como meio-termo entre o Marrocos e a Andaluzia no sul da Espanha. O seu posicionamento estratégico nas proximidades do Estreito de Gibraltar foi defendido por uma parede de 5 km que rodeia a Medina, que embora seja uma das mais pequenas de Marrocos, continua a ser uma das mais intactas. A cidade foi reconstruída em certo ponto por refugiados espanhóis após a Reconquista e a influência andaluza em seu tecido urbano pode ser vista em todos os lugares dentro da medina. A mistura de influências marroquinas e andaluzas com sua cultura e arquitetura complementa o cenário de montanhas do norte da África e não é de se admirar que Tetuão tenha sido inscrito na Lista de Hertiagens Mundiais da UNESCO em 1997. Como Fez e Marrakesh, a Medina também abriga uma alta concentração de paisagens deslumbrantes mosaico e exposições de trabalho artesanal especializado.

 

Leia mais sobre: Tetouan

 

 

Rabat, capital moderna e cidade histórica (2012)

Patrimônios Mundiais da UNESCO Marrocos

As partes mais antigas de Rabat, a capital moderna do Marrocos, datam do século 12, enquanto o lado moderno da cidade começou a se desenvolver com o Protetorado Francês de 1912 a 1930. Hoje, a moderna cidade de Rabat é considerada pela UNESCO como um dos “... maiores e mais ambiciosos projetos urbanos modernos construídos na África no século 20 e provavelmente o mais completo.” Localizada ao longo do noroeste da costa atlântica de Marrocos, Rabat é um exemplo incrível das trocas entre seu passado árabe-muçulmano e as influências ocidentais modernas. O último Marrocos a ser inscrito na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, o layout e a estrutura da Rabat moderna atrai grande influência de seu passado árabe-muçulmano.

 

Leia mais sobre: Rabat

    Pacotes Sugeridos
    Por que nós
    • Serviço personalizado

      Monte a viagem dos seus sonhos com a melhor qualidade de serviços e de acordo com seu orçamento..

    • Falamos a sua língua

      A multilingual website offers content in 6 different languages English, Spanish, Portuguese, French, Italian and German

    • Flexibilidade

      Somos flexíveis para realizar alterações no roteiro de sua viagem por motivos de força maior ou outros motivos específicos.

    • Sua segurança

      Um guia turístico profissional sempre à sua disposição em todos os lugares.

    • Serviço de alta qualidade

      Priorizamos a qualidade em todos os serviços por nós prestados.

    • Atendimento ao cliente 24h

      Suporte 24 horas por dia, 7 dias por semana através do chat, e-mail ou telefone.

    • Turismo sustentável

      Consciência e responsabilidade visando o presente e o futuro e gerando empregos para a população local.

    • Pagamento on-line seguro

      O nosso site é protegido pelo sistema de pagamento online Veri Sign Secure, um dos sistemas mais seguros do mundo.

    • Site seguro

      A Memphis Tours trabalha com o McAfee Secure Site para mantê-lo a salvo de fraudes e spyware e para proteger seu cartão de crédito.